As outras inteligências dele


É engraçado. Homem inteligente não é aquele que sabe qual a capital de Bangladesh ou qual ação está em alta no mercado. Inteligente é o que demonstra pequenas peculiares e habilidades que o fazem parecer culto aos olhos de uma mulher.

Mestre é aquele que sabe exatamente qual o tamanho do parafuso necessário para consertar o vazamento da cozinha – e, quando conserta, fica com cara de quem tá pedindo beijo. É o que sabe indicar o melhor livro do Ruy Castro e resolver uma conta de supermercado rapidamente.

É o que te faz rir.

Inteligente é aquele que sabe onde existe a melhor casa de lasanha da cidade, que sabe analisar um mapa com extrema facilidade.

– É aquele que, bêbado, cita uma frase do Poeta da Vila.

Sábio é o que tem um vinil empoeirado do Chico e que sempre tem na ponta da língua a previsão do tempo para o fim de semana. Que sabe quando vai chover apenas sentindo o cheiro da brisa que entrou pela janela. Que cantarola uma música. Que cantarola lindamente sua música favorita. Que sabe imitar perfeitamente passarinhos.

Que sabe que atrapalhar nossa franja é a morte.

E como é.

 inteligencias dele

PHD é o que entende o que a mulher quer dizer só de olhar pra ela. Que sabe dizer qual o melhor remédio para a ressaca pós-noitada de quinta-feira. Que sabe onde comprar por um precinho módico aquela cerveja importada que você tanto gostou.

Doutor é o que na hora do amor diz que você é um petardo e repara na sua lingerie. Que sabe como ninguém fazer um bom chimarrão. Que entende tudo de churrasco. Que te leva pra conhecer o ponto mais alto da cidade, só para que se possa observar melhor a paisagem.

Graduado é o que te ensina com delicadeza que, para a carne ficar macia, deve-se esquentar bem a panela antes de colocar a manteiga para fritar. Que sabe onde te levar para tomar aquela caipirinha de uva impecável. Que te presenteia com uma coletânea musical que fez pensando em você. Que sabe abrir um vinho num piscar de olhos.

Pós-graduado é o sabediço dos filmes que acabaram de entrar em cartaz no cinema. Que te ensina com maestria a trocar um pneu ou a armar uma barraca naquele camping que você nem pensava existir. Que te explica porque o chope, pra ficar bom, tem que ter apenas dois dedos de espuma.

Argucioso é o que mistura isso tudo com a ciência de que, atrás do joelho da sua mulher, o arrepio corre solto. É o que sabe fazer poesia e diz que nosso riso é um prefácio. Que fala um monte de besteiras, mas de vez em quando cita o Drummond. Que te apresenta o melhor sorvete da cidade.

Inteligente é o homem que, por isso tudo, sabe como fazer falta.

E que falta um homem desses faz.

***

[Nota do Editor]

Deem as boas vindas à querida Carol Dini, que estará por aqui fazendo muito mais do que escrever. Estará ensinando. Aproveitem as dicas!

Se quiser ler mais textos da Carol, ela já tem muita coisa boa lá do PdH

You may also like

4 Comentários

  • Olive Frost
    17/05/2013 at 17:34

    É melhor você ter uma mulher engraçada do que linda. Uma que sempre te acompanha nas festas, gosta de futebol, prefere andar de chinelo do que de salto, ou então calça jeans e camiseta básica, faz academia quando dá, come massa, é simpática, não liga pra grana, só quer uma vida tranquila, é desencanada e adora dar risada. Melhor do que ter uma mulher perfeitinha que não curte nada, se veste feito um manequim de vitrine e só sabe contar até 15, que é até onde chega a sequência de bíceps e tríceps. Legal mesmo é mulher de verdade. E daí se ela tem celulite? O senso de humor compensa. Pode ter uns quilinhos a mais, mas é uma ótima companheira. Pode até ser meio mal educada quando você larga uma cueca no meio da sala, mas e daí? Celulite e gordurinhas tem solução, mas ainda não inventaram um remédio para FUTILIDADE.

  • Marina Queiroz
    15/05/2013 at 17:39

    Mais uma vez, falou tudo, Carol!

  • Eder
    15/05/2013 at 16:34

    Sempre nas coisas mais simples estão os melhores, quem nota isso e bom sair que isso as mulheres apreciam.

    Já sou fã aciduo do PdH e agora estou conhecendo O Crepúsculo e saber que escreve nos dois é bom demais

  • Pedro Turambar
    Pedro Américo
    15/05/2013 at 16:11

    É daqueles textos em que você se sente tão bem por atender as ‘demandas’ que o dia fica com uma outra cor.

    E se você não está, o melhor de tudo é poder começar antes tarde do que nunca a pensar sobre como você se vê como homem.

LEAVE A COMMENT

Quem?

Pedro Turambar

Pedro Turambar

Gosto de escrever, reclamar e não tenho controle sobre chorar. Escrevo há 10 anos sobre a loucura de viver em sociedade, futebol e falo bem e mal das coisas que leio, vejo e ouço.

Newsletter - ¡Desmotive-se!

Fanpage

Mais

Arquivos