Browsing category Crônicas do Cotidiano

Como a Copasa Fudeu o Meu Dia


Acordei tranquilamente hoje, ou ontem… bem dia 12 de Maio, já sabendo que o dia estava reservado única e exclusivamente para fazer meu maldito trabalho de produção gráfica, gigante e que ferrou a sala inteira. No caso eu levei mais ferro porque não entreguei outros trabalhos, ocasionando uma inflação neste. Mal sabia que muito pior.

Uma Mentirinha ou outra


Crônica feita para o dia da mentira. – Alôôô – Dona Marta? – Quem tá falaaando? – Não interessa… Dona Marta, meu nome é Abelardo – Reinaldo da onde? – Olha, estou aqui para falar do seu filho… – O QUE QUE ACONTECEU COM O BERNARDINHO!?!? – A senhora vai ter que ser forte.. –

A Atriz


A Atriz Ela era assim. Marina tinha mania de atriz. E isso era só um detalhe em sua vida. Não fosse as mentiras que ela criava. E os papéis que inventava para a vida real. Afinal, o trabalho do ator é mentir convincentemente. E isso ela fazia muito bem. Se tornou uma mania. Uma obsessão.

Morar Sozinho


Liberdade, a tão sonhada liberdade de morar sozinho que todos os adolescentes clamam e bradam aos quatro cantos do mundo. Aquele poder de fazer o que quiser, na hora que quiser e é claro no lugar que te der na telha. Comer na mesa da sala sem jogo americano, dormir sem tomar banho, ver televisão

Amadurecer


Essa semana eu senti uma coisa que eu não sentia há muito tempo: medo. Medo de diversas coisas, medo de estar perdido, medo de não ser nada, medo de ser algo, medo de sair e de voltar. Em suma, medo de tudo. Não, não é síndrome do pânico nem nada parecido, é apenas uma coisa

Quem?

Pedro Turambar

Pedro Turambar

Gosto de escrever, reclamar e não tenho controle sobre chorar. Escrevo há 10 anos sobre a loucura de viver em sociedade, futebol e falo bem e mal das coisas que leio, vejo e ouço.

Newsletter - ¡Desmotive-se!

Fanpage

Mais

Arquivos