Como receber uma crítica


O ser humano por natureza é inseguro, pelo menos a maioria de nós é. Não querendo ser machista, mas já sendo, 99% das mulheres sofrem desse mal – assim como 99% dos homens. E a pior coisa que existe para alguém que é inseguro é a tal da crítica. Como receber uma crítica? Bem, antes de responder vamos entender o que é crítica. De acordo com o Michaelis crítica é:

crí.ti.ca sf (de crítico) 1 Apreciação minuciosa. 2 Apreciação desfavorável. 3 Censura, maledicência. 4 Discussão para elucidar fatos e textos. 5 Exame do valor dos documentos. 6 Arte ou faculdade de julgar o mérito das obras científicas, literárias e artísticas. 7 Juízo fundamentado acerca de obra científica, literária ou artística. 8 Filos Parte da Filosofia que estuda os critérios. 9 Conjunto dos críticos; sua opinião. C. pessoal: a em que se trata mais do autor que da obra.

como receber uma crítica

Ok, não era bem o que eu queria mas é isso aí. Qualquer coisa que você faça ou pretende fazer está sempre em ‘julgamento’ por quem convive com você. Preste bem a atenção, QUALQUER coisa, desde um mero pão de queijo comprado para lanchar, até a decisão de largar a faculdade de direito para virar músico. Pessoas sempre estão julgando e pré-julgando outras pessoas, eu faço isso, você faz…todos. Algumas pessoas sabem lidar com críticas, outras simplesmente não conseguem, principalmente aquelas que gostam de ter o ego bem inflado (leia-se publicitários e blogueiros).

É claro, óbvio e ululante que há críticas e críticas. Existe a crítica inteligente e a crítica burra, a inteligente é quando – e se você tem a cabeça e a ombridade para isso – você percebe que aquilo está plenamente bem elaborado e que realmente o argumento é bom. A burra é quando alguém quer puxar o seu tapete ou então não gosta de você e mete o pau só para causar. O grande problema – da humanidade – é não saber diferenciar essas duas, e achar que o mundo te odeia (mulheres atenção), que você não presta para nada, que você deveria desistir ou ficar chorando em casa.

Isso é tão idiota quanto levar em consideração uma crítica burra. O mundo não te odeia, o mundo provavelmente nem sabe que você existe – só um punhado de gente. Você provavelmente presta para alguma coisa, todo mundo sabe fazer alguma coisa, nem que seja apenas causar problemas. Você não deve desistir por qualquer obstáculo, muito menos sentar e chorar.

Continuando nesta linha de pensamento, blogueiros e publicitários são semelhantes quando se trata do ego. Tudo porque envolve a criação de qualquer coisa, seja um texto, um post, um anúncio, uma ação, um vídeo, uma piadinha sem graça, um desenho, um layout ou um comentário. Você sabia que existem blogueiros – a grande maioria – que apaga até post por causa de crítica? Ou porque ficou com vergoiinha de alguma merda que fez? Além é claro de apagar qualquer comentário que faça uma crítica, seja uma construtiva ou uma burra. Primeiro: Nem todo mundo é obrigado a gostar do que você postou. Segundo: Se você tem um blog, qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo tem o dever de te dar um feedback sobre o seu ‘trabalho’. Terceiro: Seja homem porra! ou Seja uma mulher porra!

Eu não apago nenhum comentário, e sei bem aceitar críticas. Algumas pessoas já chegaram aqui no blog com 323 pedras na mão, algumas tinham razão – ou pelo menos souberam argumentar – outras não. Para esses, fica aqui a dica: Não retribua da mesma maneira, seja educado, diga que você não concorda com a pessoa mas agradece a visita e por ela expor sua opinião – que é SIM importante para nós blogueiros. Sabe o que acontece? TODAS essas pessoas te mandam um e-mail se retratando e dizendo que não esperava que você fosse tão educado. Isso só comprova minha teoria de que ninguém sabe aceitar uma crítica, de tão supresas que as pessoas ficam quando você faz isso.

Isso porque você na verdade nem aceitou a crítica, você só discordou da pessoa mas respeitou a opinião dela. Aceitar uma crítica deixa as pessoas ainda mais perplexas, assim como alguém assumir um erro logo na primeira pergunta e sem titubear. Ser sincero é tão raro que eles acham que você está de sacanagem. Já aconteceu comigo, a pessoa chegou ao ponto de acreditar piamente que eu estava de sacanagem que achou de verdade que eu não tinha feito aquilo.

Falta muita sinceridade, existem muitas pessoas de visão fechada, e infelizmente quase ninguém aprendeu o que é relativizar.

***

1 – Você vai se identificar com esse post.

Pedro Turambar

Já fui de um tudo nesta vida, mas há uma coisa que nunca deixei de ser: escritor. Escrevo para viver e manter minha sanidade em um mundo tão louco. Sou uma mistura de palavras, lágrimas e reclamações.

You may also like

25 Comentários

  • brendon
    11/10/2009 at 15:58

    e mesmo

  • joao artur
    11/10/2009 at 15:56

    e o pior filme do mundo

    • brendon
      11/10/2009 at 15:57

      @joao artur,

  • Beto
    30/01/2009 at 15:10

    Que postzinho de merda cara.. apaga isso!!!
    Brincadeiraaa.. hehe!
    Gostei muito do texto, remete a realidade dos blogueiros hoje em dia que não conseguem aceitar uma simples crítica de um leitor/visitante.
    As pessoas deveriam aprender a levar tudo mais na tranquilidade e respeitar a opinião dos demais.
    Abraço!!!

  • Alessandro
    29/01/2009 at 18:08

    Ótimo post, não tenho nenhuma crítica a ele rs
    A verdade é que muita gente por aí anda com o ego muito inflado mesmo, eu mesmo blogo por diversão, prometi a mim mesmo nunca apagar nenhum dos meus textos nem comentários dos leitores por respeito a mim e a eles. Acho que toda opinião é importante e é esse feedback que nos faz crescer dia após dia.

  • Léo Leitão
    27/01/2009 at 19:04

    Seu post tá uma bosta…

    só testando… hueuhehueu
    hyperlinkei seu texto no haznos…
    isso é um assunto muito legal de se tratar…
    as pessoas realmente deveriam parar um pouco pra ouvir oq as outras tem a dizer…
    msm que seja uma “critica burra” como vc chamou ela pode te trazer algo valorozo…
    imagino que alem de blogueiro vc tbm deva ser publicitario, para saber captar tao bem a alma desse oficio que me orgulho tanto em seguir…

    bom, parabens de novo..
    voltarei ao seu blog concerteza!
    😉 abraço

  • Max
    26/01/2009 at 13:40

    Muito pertinente suas colocações. Os julgamentos e as críticas são parte da convivência social. A saída é relativizar.

  • Webo
    26/01/2009 at 11:48

    esse é um dos textos que boa parte da população mundial deveriam ler

    muito bom, se mostra ser uma boa pessoa

    parabéns!

  • Vítor
    26/01/2009 at 02:44

    Cara, gostei demais desse post, sem dúvidas vou repassá-lo.
    Uma grande lição pra muita gente (inclusive para mim).

    Abraço

  • danilo
    24/01/2009 at 17:43

    Sinceramente, acho que muitas pessoas tinham que ler este post. Eu mesmo antes de ler tinha uma visão de crítica burra que ia de outro ponto, mas concordo plenamente que a educação é o melhor jeito de “retribuir”. Incrivelmente impressiona as pessoas uma resposta como um: obrigado por pelo menos ler, descordo de você em alguns pontos, mas acho que seu comentário foi essencial.
    Gostei muito desse seu post. Espero que mais pra frente você continue escrevendo, garanto que vou frequentar o blog 🙂
    Parabéns mesmo.

  • Marcelo
    24/01/2009 at 01:23

    ótimo post! tá de parabéns!

  • Dzno23
    20/01/2009 at 16:37

    Posso fazer uma crítica?

    …brincadeirinha!!! Ótimo post… Só queria que você adicionasse DESIGNERS na sexto paragrafo!!! Sou Designer e estou quase desistindo, de tanta guerra de EGO que existe!!!
    Claro!!! Eu também não julgo não!!! Se alguém critíca meu trabalho, por dentro eu fico chateado mesmo!!! Mesmo se a crítica foi inteligente ou não (isso se a crpitica for do cliente, é lógico), afinal gastei um bom tempo no projeto, raciocinei para a melhor forma e quando eu recebo uma crítica parace que tudo foi em vão!!! Mas AQUI que eu acho a maioria erra… Fico chateado sim… mas paro, penso… Isso é realmente válido? (É uma crítica inteligente ou burra?) Se eu fizer desta meneira, como fica? COloco na balança… E tiro proveito disso… mesmo se a dica for burra, se você raciocinar em cima disso, você tira algum proveito!!!
    Muita gente, ao invés de parar, pensar e tirar proveito… acaba entrando na GUERRA DE EGOS RIDÍCULA!!!
    Bom, é isso!!!

    ÓTIMO POST!!!

  • Carla Maris
    20/01/2009 at 11:08

    Adorei o post!
    É engraçado perceber como voce mesmo evoluiu desde que tem o blog…
    Muito bacana.
    Como o Diego comentou aí em cima, na verdade é o SER HUMANO que não esta preparado para ouvir criticas, todos só sabem apontar os erros dos outros e não dizem nada de construtivo, mas quando é a vez deles ouvirem, saem chorando pra barra da saia da mãe = /
    Admito até que sou um pouco assim ( e quem não é? )…na verdade doí pra qualquer um ver que o que voce se esforçou tanto pra fazer não valeu a pena…mas nem por isso vou sair chutanto todo mundo e bradando como a vida é injusta ( toque meio emo o.O)
    Bem é isso…
    Parabéns novamente.

  • Diego Camara
    20/01/2009 at 05:47

    Belíssimo texto!

    Não tenho nem palavras para contestar ou adicionar algo neste momento.
    Falou tudo, realmente a crítica é algo muito complicado na nossa população, difícil tanto para quem diz quanto para quem ouve.

    O brasileiro ainda não está preparado para agir e pensar de modo crítico.

  • L.F.
    20/01/2009 at 00:47

    Muito bom, o post! Isso é bom pra toda a vida… =)
    Legal, vc não apagar os comentários…

    Me manda o CD que vc baixou do Hugo Pena & Gabriel???

    [ ]’s

    Triplo Sentido

LEAVE A COMMENT

Quem?

Pedro Turambar

Pedro Turambar

Gosto de escrever, reclamar e não tenho controle sobre chorar. Escrevo há 10 anos sobre a loucura de viver em sociedade, futebol e falo bem e mal das coisas que leio, vejo e ouço.

Newsletter - ¡Desmotive-se!

Fanpage

Mais

Arquivos