Eu escrevi um livro!


Pois é, acredite ou não eu escrevi um livro! Quem diria que esse bendito blog renderia, 7 anos depois, uma coisa dessas. O nome do livro veio da seção principal deste blog: Crônicas do Cotidiano, e eu queria, além de pedir educadamente que você compre o livro, contar um pouco de como foi que, de repente, eu me tornei escritor.

escrevi um livro

Como eu já disse em vários lugares, eu sempre gostei de escrever, porém nunca havia pensado nisso como profissão. Na verdade eu nem sabia que você podia escolher isso, ninguém explica esse tipo de coisa pra criança. Enfim, eu fui crescendo e me interessando por outras coisas, e fui querendo fazer outras coisas. Sem nunca deixar de “inventar” histórias.

Uma coisa que eu sempre fiz, foi adaptar praticamente todos os filmes que eu via, em histórias capitaneadas por um Comandos em Ação que eu tinha, o famoso Jack Meadows. Pois é, eu criei esse sobrenome aos 11 anos, sem fazer a menor ideia de que é de fato um sobrenome, comum até. Eu encenava, narrava e ‘vivia’ essas histórias com meus bonecos. Fiz isso por anos e anos e anos. Infelizmente, eram apresentações únicas e não há qualquer registro delas.

Depois, mais velho, fui tentando criar histórias originais na minha cabeça, sempre baseadas em filmes, livros e desenhos animados. Cheguei a escrever algumas, mas tudo se perdeu no nosso antigo COMPAQ. O que eu, mais maduro, percebo, é que durante a minha vida toda eu criava histórias. Seja aquelas tramas elaboradíssimas em que eu salvava, da morte certa, a menina mais bonita do colégio, e com isso conquistava seu coração para todo o sempre, ou mesmo um lance genial na educação física.

Fazia isso nas aulas chatas (e nas boas também), indo pro futebol, voltando do futebol, indo ao banco, andando na rua, no carro… onde quer que fosse, eu tava imaginando alguma coisa, algum roteiro mirabolante, onde coisas aconteciam. Uma vez eu estava revivendo uma cena de Jurassic Park II, aquela em que dois Tiranossauros atacam o conteiner — porém quem estava lá era Jack Meadows e Regina Meadows (a esposa) –, quando me toquei, eu estava na sala de aula, sentado na primeira cadeira, imitando um Tiranossauro. Com bracinhos curtos e tudo mais. Nunca na vida vou esquecer o olhar que meu querido amigo André me deu.

Enfim, como disse a Amy Poehler nesse quadrinho genial, você precisa falhar e errar para descobrir o que deve fazer de verdade. Por mais que eu goste da minha profissão, (que envolve escrever também), eu sei que o que está no meu coração é escrever.

Foi nessa aí que pipocou na minha cabeça, “Uai, eu tenho mais de 300 textos escritos. Não é possível que eu não possa juntar algumas dezenas e fazer um livro.” Pois bem, não só era possível, como eu fiz. E depois de alguns meses enrolando…

Eu escrevi, diagramei, criei a identidade visual, criei o site, coloquei nas lojas, e publiquei um livro! Na verdade, ele está sendo publicado oficialmente HOJE!

Acesse agora o site oficial :: Crônicas do Cotidiano

Lá tem todas as formas que você pode adquirir o livro. As versões e-book – iBooks, Amazon, Google Play e Saraiva. E a versão impressa.

É isso. E que fique claro, o primeiro volume das Crônicas do Cotidiano reúne crônicas escritas de 2007 a Janeiro de 2014. Ou seja, tudo que eu estou produzindo esse ano, há de se tornar o VOLUME 2! Mas isso a gente vê mais pra frente.

Até lá, aproveite e divirta-se. 😀

You may also like

Aprovahlla

Visitas

2 Comentários

  • Michele Ribeiro
    10/09/2014 at 15:52

    Oi, Pedro, vim retribuir a visita, e agradecer seu comentário, fiquei muito feliz! E parabéns pelo livro, eu vou comprar um pra mim com certeza, estou curiosa. Eu também sempre criei histórias na minha cabeça, até hoje eu faço isso, antes de escrever eu já vi a história toda na minha mente, é tão bom poder expressar os sentimentos, ajudar outras pessoas a expressarem, acho que ser escritor é uma profissão única… Esse ano quero publicar o meu também! =)

    http://www.gotinhasdeesperanca.com

  • Marina Laterza de Paiva
    10/09/2014 at 00:09

    Como faz? Quero deixar um texto GIGANTE aqui, mas vou me conter e não vou. Seu livro vai chegar na minha casa semana que vem, eu vou ler (provavelmente pela quarta vez, só pra fazer uma média, rs) e no mês que vem, quando eu tiver gravando o vídeo: “Os livros que eu li no mês de Setembro”, espere toda a declaração de amor menor romântica do mundo (alô ingrid <3 ), mas espere. Por enquanto, me reservo a dizer: Tô orgulhosa pra caralho de você 🙂

LEAVE A COMMENT

Quem?

Pedro Turambar

Pedro Turambar

Gosto de escrever, reclamar e não tenho controle sobre chorar. Escrevo há 10 anos sobre a loucura de viver em sociedade, futebol e falo bem e mal das coisas que leio, vejo e ouço.

Newsletter - ¡Desmotive-se!

Fanpage

Mais

Arquivos