Michel Telo x Los Hermanos. É tudo a mesma “merda”?


Antes que você fã nojento do Los Hermanos comece a fazer o meu boneco de vodu leia o texto e tente interpretá-lo. Sei que isso é difícil pra você, mas por favor, se esforce.

Antes de qualquer coisa temos que contextualizar a banda mais empolgante do momento dos últimos 15 anos e o maior fenômeno musical nacional em muitos, muitos anos.

Vamos começar por Michel Teló. Eu não vou falar aqui sobre Sertanejo Universitário (vou escrever um texto falando apenas sobre isso), vou falar sobre esse cantor que é o maior fenômeno musical do Brasil desde talvez, Tom Jobim e Vinícius. (Sinto o ódio do leitor crescendo mais e mais). Eu não estou fazendo nenhum, absolutamente nenhum juízo de valor – tal coisa é boa, tal coisa é ruim – estou apenas constatando um fato.

Não, Ivete Sangalo comprar a possibilidade de um show no Madison Square Garden para um público de brasileiro não constitui um fenômeno musical. Um dos maiores jogadores do mundo, o segundo maior tenista de todos os tempos e tantos outros dançando a sua música constituem um fenômeno musical. Você pode dizer que Cristiano Ronaldo só dançou porque o Marcelo (lateral do Real Madri) mostrou a música pra ele. Claro, mas se ele não tivesse gostado não teria dançado.

A reportagem de ontem no Fantástico me deixou chocado. Vejam aqui. No final, ele puxa a música e a boate inteira explode com o sotaque espanhol cantando Ai Se eu Te Pego. Michel Teló até hoje é assunto para os mais acalorados debates “É uma merda!”, “É sensacional!”. A grande polêmica foi a capa da Época dizendo que o cantor representa a música popular brasileira.

Os pseudo-comunistinhas/intelectuais largaram as anotações nas suas Moleskines e correram para seus macbooks reclamar em seus tumblrs. Depois de pedir um Macchiato para a garçonete do Starbucks. “Como é que pode falar que ISSO representa a música brasileira, é um ultraje, e o Chico? E as Ratazanas Perdidas em Criados Mudos de Mogno?”

Michel Teló representa como ninguém a música popular brasileira. Um ritmo dançante, uma letra simples e um refrão inacreditável de “fácil”. As pessoas gostam de cantar, as pessoas gostam de dançar e se divertem fazendo isso em qualquer lugar e qualquer ocasião. De churrascos a casamentos, de mega-shows a boates de luxo. Além de representar a nossa música e a nossa cultura – verão, corpos bonitos, pegação, sensualidade – Ai Se eu Te Pego representa a juventude fútil do nosso país. É um prato cheio para o sucesso.

Que jogue a primeira pedra aquele que viu uma gostosa e não pensou “Nossa, se eu pegasse essa mulher..”, a mulher em uma posição favorável “Ai… minha filha, assim você me mata”. Caso 50 reais no chão agora se 90% dos homens que estão lendo esse texto não tiveram esses pensamentos, literalmente esses pensamentos.

A música POPULAR, só é popular porque as pessoas se identificam. E elas só identificam se houver algo que ela reconhece como seu. Taí a fórmula do sucesso pessoal, ao trabalho.

E o Los Hermanos em?

Los Hermanos é o tipo de banda que as pessoas que tem “nojinho” de Michel Teló normalmente gostam. Descrevi o estereótipo ali em cima se você quiser. Nada, mas absolutamente nada define melhor a banda das barbas como esse texto aqui. Por favor, leia antes de continuar.

Pois bem. Fantástico o texto do não? Loser Manos criou essa horda de pessoas, na minha opinião, tão descerebradas quanto aqueles que a melhor música de todos os tempos é aquela que está fazendo sucesso. Eu particularmente acho a banda sensacional, em vários aspectos. As letras são poéticas, meio sem sentido nenhum, mas belas. Musicalmente eles são ótimos. Além de eles terem seus próprios conceitos e valores em relação à música que eles fazem.

O problema é que eles são chatos demais. E quem fez eles e as músicas deles ficarem chatas demais foram os fãs. É intelectualismo demais. É blusa xadrez e all star demais. Saca? Precisa de um pouquinho de uma nega descendo na boca da garrafa. Politicamente e intelectualmente correto demais é chato. E por isso Los Hermanos se tornou uma banda chata.

Já gostei bastante, mas hoje não consigo escutar nenhuma música até o final.
Respondendo a pergunta do título. Não. São “merdas” diferentes.

Los Hermanos tem esses problemas que eu disse, e Michel Teló. Bem, só o tempo dirá se ele irá sobreviver a isso tudo. Mas acho que ele está tendo a sua Anna Julia, e que nunca mais fará tanto sucesso quanto está fazendo com Ai Se eu Te Pego. O problema para o mercado do Michel Teló (o de música pop), é que dura muito pouco se você não for realmente muito bom nisso. E ele não é muito bom nisso. Interpretar música de outros te dá um ou dois megassucessos e nada mais. Boa sorte aí Teló!

A salvação (momentânea) para Teló será uma nova música grudenta e divertida quando ninguém mais aguentar Ai Se eu Te Pego – o que ainda vai demorar um pouco.

Já o Los Hermanos… bem, essa é para terminar o texto e fazer os fãs espumarem de raiva de verdade. E pessoal, vocês me conhecem, se eu fizesse um texto todo irônico de verdade e parcial eu diria. Não é o caso. Fui imparcial do começo ao fim. E digo, sem sacanagem alguma, que a única música do Los Hermanos que eu consigo escutar até o fim – cantando e me sentindo bem inclusive – e a única música que não me faz achar eles um porre, é exatamente.. Anna Julia.

Durmam com essa.

Quem te ver passar assim por mim,
Não sabe o que é sofrer, ter que ver você assim…

***

1 – Não, o texto não é sacanagem, eu juro. É pura opinião crítica. Quis dizer cada palavra.
2 – Não fique com raiva vai.
3 – Xingue nos comentários e mostre o texto para a revolta de seus amiguinhos =D

You may also like

23 Comentários

  • lindha keterina theodoro
    22/02/2013 at 02:51

    Apesar de ser bastante fã dos los hermanos em relação aos outros fão acho bem digno o que ele disse não me doeu sei que é a verdade…gostar é uma coisa agora tentar querer ser superior ta por fora…não vou dizer que gosto de teló seria mentira minha…mas respeito, e respeito quem escuta ao meu lado porém humildade é o que falta

  • mandy
    21/02/2013 at 23:36

    num vi nada demais,nesse seu textinho critico!!!

  • fabio
    19/09/2012 at 01:45

    Hahaha quanta pretensão sua fazer um texto todo esperando que no final um monte de fã (pseudo-intelectual ha haha) do los hermanos viesse aqui te xingar kkkkkk mas colega seu texto não tem sentido algum, tentou relacionar duas bandas e so conseguiu falar mal das duas separadas…. não deu certo.. ninguem se incomodou…. e o rotulo de pseudo-intelectual ficou melhor em vc kkkkk

    • Rayssa
      28/12/2012 at 00:29

      @fabio, Retirou as palavras da minha boca.

    • mandy
      21/02/2013 at 23:40

      @fabio, muito bom fabio seu comentario…kkkkk realmente não vi nada demais nesse textinho ai.

  • Sinom
    19/09/2012 at 01:18

    d boa… a música popular brasileira, principalmente a moderna é muito básica, pouco ostensiva. eu acho que seria interessante uma estética sonora mais sensacionalista, mais exagerada. É td mto simples… “gostosinho de ouvir” aquele cantor quase dormindo atrás d microfone em cima do palco tocando um violãozinho quase inaudível… e fica só naquilo. Dae quando surge alguém q bota pra quebrar, é classificado como “música de plástico”.

  • Marcus
    19/09/2012 at 01:02

    Apenas para dizer… você sintetizou todo o meu pensamento!
    É como aquele porre do Circo Mágico… desde o porte dos fãs ao modo como o artista se apresenta, tudo é de uma pseudo-inteligência que dá nas bolas…

    • Rayssa
      28/12/2012 at 00:38

      @Marcus, bons são os fãs da gaiola das bundas né cara?.Ali sim fica incrivelmente explícito o grau de intelecto das pessoas…
      Ah, por favor, estou vendo verdadeiros PSEUDO-INTELECTUAIS fazendo esses comentários que Santa Maria da Interpretação.
      Estudar que é bom ninguém quer, mas falar bobagem sem fundamento.. Hm.

  • pensamentosinevitaveis
    02/08/2012 at 18:32

    Escrevi por esses dias sobre a mesma coisa… mas o ponto de vista é justamente o da qualidade da música…
    Excelente texto o seu.
    http://lounge.obviousmag.org/risco/2012/07/foi-tu

    ps.: eu não suporto Los Hermanos (menos a Anna Julia haha)

  • leticia
    28/06/2012 at 19:58

    A partir do momento que você comparou o Michel Teló com Tom Jobim eu parei de ler o texto,me desculpe,quem faz uma comparação dessas definitivamente não tem nenhum gosto musical.

    • Raíssa
      26/11/2012 at 22:09

      @leticia, obrigada por fazer esse comentário tão genial.

    • Rayssa
      28/12/2012 at 00:32

      @leticia, Obrigada por fazer esse comentário tão genial²

    • Tampa
      04/04/2013 at 17:05

      @leticia, percebi que você é uma das pessoas que julgam o livro pela capa. Como você se refere ao gosto musical de alguém sem nem ao menos ter lido a opinião do mesmo até o final? Também acho Tom Jobim um ícone da música brasileira. Mas, da mesma maneira eu considero que a banda Mamonas Assassinas se encontra no alto patamar da criatividade letrista brasileira.

  • Jhonatan Siller
    31/05/2012 at 13:36

    Michel Teló, não faz mais sucesso como fazia na época que você fez o seu texto. Foi assim com Luan Santana, foi com Michel Teló e será também com os proximos artistas que gostam de agradar quem gosta de dançar “na boquinha da garrafa”. Em contrapartida, Los Hermanos está ai, com turnê nacional, casa lotada em todos os shows, sem nenhum registro de briga e cantando Anna Júlia. O lance da época era que, os caras não queriam ser reconhecidos por uma música apenas, tendo tantas outras tão boas quanto ou melhores.

    • Raíssa
      26/11/2012 at 22:08

      @Jhonatan Siller, passei a ouvir Los Hermanos direito a uma semana porque curti bastante o show que fui do Camelo a um tempo. Concordo plenamente com você, Teló é modinha de ignorantes, não dá pra ouvir por muito tempo “música” sem letra.

  • Carolina
    14/05/2012 at 15:34

    O texto está bom, mas, afinal, você acha que Los Hermanos é um lixo pelos fãs? A banda, em si, musicalmente falando, digo, é ótima. Letras românticas, doces, cheias de metáforas e poesia. Se os fãs são chatos assim, não é culpa da banda, e sim dos fãs. Aliás, não são só os fãs de Los Hermanos que são pseudos-cults. Eu diria, até, que isso é modismo dos jovens de hoje em dia. Há milhares assim. E não apenas os fãs da banda. Enfim, eu, particularmente, acho Los Hermanos uma grande banda. Acho eles bastante talentosos. Só lamento se alguns fãs (talvez a maioria) precisam criar algum tipo de imagem sobre si mesmos, para bancarem que são melhores que outros, mas isso não vem da banca, vem da cabeça de cada um. Abraço!

  • Stenio
    05/05/2012 at 17:09

    Seguindo na mesma linha de raciocínio, acho que Michel Teló tem tudo a ver com Pink Floyd!

  • Youri
    16/04/2012 at 12:31

    Não conheço nenhum dos dois pessoalmente, lógico. Mas Michel me pareceu muito mais humilde do que o cara do Los Hermanos. Michel pelo menos não fica falando o que os outros deveriam fazer ou o que os outros deveriam gostar/curtir.
    O carinha do Los Hermanos se acha um cara cult fodão, esse negócio de ficar julgando pessoas pelo gosto musical é muito desprezível e pior ainda é querer impor aos outros que o seu estilo é superior ao estilo dos outros.

  • Ana Carolina Freitas
    08/02/2012 at 11:19

    “Caí” por acaso aqui no seu blog quando estava à procura de algo sobre “falsa modéstia” e amei os seus textos! Parabéns!

    Abraço

  • Carol Godinho
    25/01/2012 at 20:44

    Somente um unico comentario: Finalmente, Textos.
    Sem mais… rs

  • Brunão
    16/01/2012 at 16:26

    Sr. Pedro Américo, me conhece bem… sabe de minha musicalidade e meu gosto musical. Vc pegou pesado… mas eu gostei…. a diferenç é só que são merdas opostas… o popular ignorante (teló) e o pseudo cult Loser Manos… concordo…

  • Ingrid
    16/01/2012 at 15:57

    Melhor…loser manos..huahuahuaha

LEAVE A COMMENT

Quem?

Pedro Turambar

Pedro Turambar

Gosto de escrever, reclamar e não tenho controle sobre chorar. Escrevo há 10 anos sobre a loucura de viver em sociedade, futebol e falo bem e mal das coisas que leio, vejo e ouço.

Newsletter - ¡Desmotive-se!

Fanpage

Mais

Arquivos