Precisamos acreditar em Super Heróis


Quando eu saí do cinema após ver Os Vingadores eu me sentia uma criança saindo da sua primeira experiência em um parque de diversões. Eu não parava de falar, de sorrir e de falar. “E aquela hora que o Hulk faz aquilo?”. Eu tinha visto um filme de Super Herói, com agá maiúsculo e acento. Mas o que não saiu mesmo da minha cabeça foi a cena final, que me fez chorar:

*É até o fim da fala da garota loira, 1:15

“Captain America saved my life. Wherever he is, and wherever any of them are, i would just… i would wanna say thank you.”

É lindo. Fomos ameaçados, houve destruição, invasão alienígena, sofrimento e mortes. Mas há esperança, há bondade. A cena emblemática do garotinho que usa uma tampa de lixeira pintada igual ao escudo do ‘Capitas’ no fim do filme do Capitão América também retrata aquilo que eu quero colocar nesse texto, que nós precisamos acreditar em Super Heróis. Precisamos de bons exemplos.

euacreditoemherois

 

O MDM definiu muito bem o tipo de herói que é o Super Homem, Capitão América, Homem Aranha – só para citar alguns, eles os chamam de os heróis que bebem leite. São os chamados heróis solares. São os “heróis heróis”. Aqueles que enchem o coração das garotas e são tudo aquilo que queremos ser quando criança. São os heróis altruístas, que inspiram a esperança, a justiça e o bem. Esqueça o Batman, o Wolwerine, seus lados negros e o anti heroísmo. Nós não precisamos mais disso. Precisamos de esperança. Nesses últimos dias tenho visto o novo trailer do filme do Superman e tenho me arrepiado todas as vezes. Cada frame, cada cena ali ajuda a reconstruir a imagem do símbolo máximo do super heroísmo, O Super Homem. O primeiro e maior de todos. Aquele que todos seguem, todos amam, porque ele é a personificação de tudo que é bom e justo.

superman3

Peço para que pare um pouco e de play nos dois vídeos abaixo. Deixe o trailer no mudo e o assista ao som do primeiro. É o novo trailer mas com a trilha sonora clássica composta por John Williams.

Ouça esse:

 

Veja esse no mudo:

Ps.: Depois veja o trailer com o áudio original. =)

Eu sei que parece infantil, idiota. Sei que não existe tal coisa. Mas será que nós não podemos aprender com eles? Com os sacrifícios que esses seres imaginários fazem para salvar outras pessoas? Será que é só segurando uma viga de aço que você pode ser um super herói? Eu acho que não. Você pode salvar a vida de alguém com um bom dia. Com segurar o elevador por mais alguns segundos. Com uma pequena ajuda para carregar as compras. Você pode salvar a vida de muitas pessoas apenas sendo legal com as pessoas. Citando um exemplo recente, temos a história da professora que deu a vida para proteger seus alunos no massacre da escola Sandy Hook, nos Eua.

Outro exemplo mais recente ainda é o de Tyler Dodd. Você pode pensar que ele não fez nada demais, mas ele é um daqueles que nos fazem acreditar. Enquanto todos corriam desesperados para longe das explosões ele foi na direção contrária e vendo uma garota feria parou para… ficar ao lado dela, para consolar, e dar… esperança! Dizer que tudo ia ficar bem, que ele iria ajudá-la. Inspire sentimentos bons nos outros e criaremos um exército lutando por um ideal.

Um filme, uma HQ, um ídolo e um ideal pode ser a diferença entre correr para salvar a própria vida ou ajudar quem estiver ao seu alcance.

Eu tenho esperança. Eu acredito.

 

superman

“This is not an ‘S’, from where i come from, this stands for ‘hope’”. – Superman.

Vale a pena acreditar. Vale a pena ter esperança e compartilhá-la. Mesmo em tempos difíceis, com atentados, ameaças, com tantos Lex Luthor’s espalhados por aí e crimes hediondos contra a humanidade e contra a liberdade.

O bem, como nos ensina as histórias em quadrinhos, sempre prevalecerá.

Pedro Turambar

Já fui de um tudo nesta vida, mas há uma coisa que nunca deixei de ser: escritor. Escrevo para viver e manter minha sanidade em um mundo tão louco. Sou uma mistura de palavras, lágrimas e reclamações.

You may also like

13 Comentários

  • Thais Waack
    21/04/2013 at 10:43

    Serei sincera: não senti interesse por HQs e super-heróis quando era pequena. Sério. Não me apedreje. Mas esse texto foi um que me fez pensar que, caramba, minha infância podia ter sido melhor, né? Quero dizer, eu nunca tive uma relação mais íntima com super-heróis e me arrepiei com a música. Nunca li uma HQ de Super-heroi (pelo menos não de “heróis heróis”, apenas umas poucas do Batman, que tem um lado meio negro que até me agrada, hahaha)e toda a filosofia de esperança e bondade me emocionou. Até por que essa filosofia não se aplica apenas à histórias fictícias, como você deixou claro, mas também a histórias reais. Ao dia-a-dia.
    Não acredito que eu seja uma Lex Luthor no dia-a-dia… Mas acho que um pouquinho mais de inspiração super-heroística faria bem pra mim, assim como faria bem pra todo mundo.
    Nunca é tarde pra correr atrás do prejuízo, né?

    • Pedro Turambar
      Pedro Américo
      21/04/2013 at 21:29

      @Thais Waack, como assim? Não não não, sem apedrejamentos. Quadrinho é um meio difícil, nem todo mundo se acostuma. Quadrinho de super herói então… a gente nunca sabe por onde começar, o que é bom mesmo, o que é ruim… e tal.

      (eu fiz uns posts falando sobre quadrinhos (sempre arcos fechados, histórias que você não precisa conhecer mto pra ler)

      O Batman é legal, (é um dos mais legais)… eu costumo gostar mais dos antiheróis, dos heróis sombrios, muito mais que dos heróis solares (que eu cito no texto)… mas eu acho que com o fim da trilogia do Batman de Christopher Nolan, essa era passou.

      O sucesso de Vingadores foi um indício… e o Superhomem é outro.

      Precisamos de bons exemplos, precisamos de verdade dos heróis que bebem leite. =D é legal ler histórias simples com finais felizes de vez em quando. Sei que a vida real não tem um “final”, você pode morrer, mas o mundo continua aí.. mas as vezes sei lá, a humanidade quer apenas que tudo termine bem, quer e precisa de esperança.

      E eu acho que esse é o momento.

      Por isso estou torçendo tanto e tanto para que esse filme seja um sucesso. Superman vai nos trazer essa esperança.

      Eu acredito em super heróis =D

      (você não é uma Lex Luthor, relaxa)

      Superhomem, Capitão América e o Homem-Aranha são os grandes heróis heróis. Eles são aqueles que vivem pelo ideal da justiça e da bondade. =) posso de indicar histórias legais depois se quiser.

      abraços!

      • Thais Waack
        22/04/2013 at 21:20

        @Pedro Américo, separei umas histórias que você já fez release aqui n’O Crepúsculo pra ler. Me falta apenas tempo. =[ Mas foi bem o que você disse, mesmo: por onde começar? Na época que li uns volumes do Batman, foi algo quase aleatório. Histórias ficaram incompletas, pontos de interrogação em relação a alguns fatos das origens dele, etc. Lá fui eu procurar o que seria um “bom começo”. Os lugares que achei pra baixar tinha volume sim, volume não. Não havia nem tempo nem dinheiro pra ir atrás de comprar. Aí já viu, né. Mas a vontade existe.
        Mas em relação à onda de bondade… Não leio HQs mas também acredito em heróis. (: Talvez as pessoas parem de ver finais felizes como utopias e comecem a fazer alguma coisa pra atingir isso.
        (Já disse como adoro a atenção que você dá pros seus leitores? Obrigada!)

        • Pedro Turambar
          Pedro Américo
          22/04/2013 at 21:47

          @Thais Waack, minha dica de verdade: Maus. Junto com o Watchmen a melhor HQ de todos os tempos. Não é de superheroi, mas é pra mudar sua cabeça. Maus – escrito por Art Spielgman.

          Ahh.. Mas é fácil quando meus leitores são os melhores de todo o mundo. ;D

  • Crash
    20/04/2013 at 22:41

    Eu vi postagem no nerd pai e fiz um video, se quiser adicionar fica a vontade. http://youtu.be/zG8R15trIOo

  • Caco Garcia
    19/04/2013 at 20:32

    Eu ainda acredito em super-heróis!
    E é de emocionar esse trailer com a trilha original!

  • Carolina Godinho
    19/04/2013 at 08:04

    Cara que foda! Vai fazer o mix desses 2 videos q ficaram perfeitos juntos, no meu caso o apice da musica coincidiu com o voo e foi lindo, lindo…
    E eu acredito tbm! E faço a minha parte…
    Belo texto…

LEAVE A COMMENT

Quem?

Pedro Turambar

Pedro Turambar

Gosto de escrever, reclamar e não tenho controle sobre chorar. Escrevo há 10 anos sobre a loucura de viver em sociedade, futebol e falo bem e mal das coisas que leio, vejo e ouço.

Newsletter - ¡Desmotive-se!

Fanpage

Mais

Arquivos