Rapidinhas – Zicas do Dia


Rapidinhas da Bienal do Livro em BH, do Subway e da Faculdade.

São histórias muito importantes, que comprovam que o ser humano é um ser incrível. MUITO incrível.

Vamos lá!

Rapidinhas da Bienal.

Eu e um casal de amigos na Bienal do Livro aqui em BH, passando por um dos standes, uma garota pergunta para a outra:
– Ou! Quê cê tá fazeno aqui???
Juro que o meu sonho era intrometer e responder:
– OU! Vim comprá pão!!!

Duas em uma:
Na mesma Bienal, estávamos na praça de alimentação, mais precisamente num negócio de empadas. Eis que um sujeito pergunta:
– Tem empada?
(Não. Só acerola verde.)
Outro sujeito. Este apontando para a bandeja que estava com uma etiqueta bastante legível, NAPOLITANA.
– Esta aqui é a Napolitana?
(Não. Essa é de frango, colocamos a plaquinha de sacanagem!)

*de tolerância -230, são essas que eu me lembro agora…já já vem mais.

No estacionamento, íamos em direção à entrada. Passamos por uma família feliz. Detalhe, um garotinho gritava a plenos pulmões “Meu pai peidô! HAHAHAHAHA Meu pai peidô! AHAHAHAHA”. Parecia a coisa mais extraodinária do mundo. Hahahahaha, que Deus abençoe as crianças.

—————————————————————————–

Rapidinha do Subway

rapidinhas subway

Tenho uma reclamação. Alguém aí já comeu no SUBWAY? Se sim, vocês vão me entender.
Os sanduíches são ótimos, é verdade. Mas uma coisa me incomoda muito quando eu vou lá. Para pedir um simples sanduba, você acaba sendo bombardeado por 3.487 perguntas. Putz, imagine uma pessoa passando por sérios problemas de depressão.

– Boa tarde! Vai pedir um sanduíche?
(só um segundo, eu juro…Olha o que o neguinho te pergunta. Isso porque é um lugar onde SÓ vendem sanduíches. Talvez você foi lá para comprar um vestido…ou uma prancha..quem sabe?

Denovo.
– Boa tarde! Vai pedir um sanduíche? – pergunta animado o atendente. Primeira semana. Super animado com o novo emprego.

– Arram – responde tristemente a garota.

– Qual vai ser?

– Qualquer um.

– Escolhe aí, temos esses aqui, ó! – diz o rapaz apontando para o banner gigante com as fotos legendadas dos sanduíches.

– Ah tá. Á me dá esse aqui…italiano. – pede a garota.

– Beleza! Escolhe o pão aí.

A menina escolhe o pão e o atendente cada vez mais animado começa a perguntar.

Queijo prato, mussarela, ou cheddar? Quer que esquenta? Alface, tomate e cebola? Pimentão, picles, azeitona, pepino? Qual molho? Você vai beber alguma coisa? Dinheiro, cheque ou cartão? Vai querer azeite? Quer acrescentar bacon por 0,90 centavos? Quer um biscoito por 1 real?

No meio do bombardeio a menina grita desesperada ‘EU NÃO SEEEEEEEEEEEEEEIII, Eu só queria um sanduícheeee…aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa’ E sai correndo shopping afora, só vai parar quando um caminhão a atropela no meio da avenida movimentada………FIM.

ok! Eu exagerei um pouco…mas, porra! Porque você não simplesmente pede, e o cara pergunta tranquilamente, sem ficar te olhando tipo..’você tem 5 segundos pra responder..se não você perde o pedido’ sabe? É muito chato, os caras te fazem um milhão de perguntas e querem que você decida na velocidade da luz. Assim não dá.

——————————————————————————————–

Vendedores.

Á…vendedores! Eles são ‘ótimos’.

Te enchem o saco de verdade e acham que estão fazendo o melhor trabalho do mundo. É como eu li em outro blog, acho que os caras fazem uma reunião para elaborar as melhores estratégias para te deixar puto.

Agora, os filhas-da-p* que vendem assinatura de revista. Esse ganham até daqueles muleques vestidos com cores berrantes querendo te ‘emprestar’ dinheiro. Vamos ao vendedor de assinatura de revista. Para você chegar perto dele, ele faz de tudo, bobear até te aponte uma arma. Como você tem um bom coração, você chega perto do maldito, afinal de contas, é o trabalho dele, coitado. Deve ter família, 5 bocas para alimentar. Bom. Ele começa com um brinde (um brinde de MERDA em 99,9% dos casos, mas um brinde é um brinde), depois ele começa a balangar beiço. Na hora em que você tem quase certeza que o cara é viado (se for mulher, você tem certeza que se você assinar ela vai dar para você) , você já esta de saco cheio e começa a inventar mil e uma situações que o impedem de ficar ali ouvindo aquele monte de besteira. O vendedor percebe, mas ele tem um trunfo. Ele te enche o saco ainda mais, te irrita ainda mais. Ele sabe que você só pode fazer duas coisas para ele parar. Ou assina. Ou comete um assassinato.
Aí, o final, você decide!

————————————————————————————————

Rapidinhas da Faculdade

Ando devendo posts…mas minha vida está um caos. Á, LEMBREI!

Não posso deixar de falar disso em um post recheado de burrices.
Uma singela homenagem à minha querida Renata Perez.
Colega de sala. Atendimento na mesma agência. Burra. (é coincidência viu gente.)

Situação 1.
Outro dia ela quase bateu em um ex-colega de sala.
Motivo: Ele dizia algo sobre cogumelos, quando Renata simplesmente o atacou dizendo:
– Ai, odeio quem fala cogumelo, não é COgumelo o certo é GOgumelo!
oO (cara de espanto)
GOGUMELO?!?!?!

Situação 2.
Renata apresentando trabalho:
– Porque naquela época a AleMOnha…
(Alemonha. Deve ser lá o lugar onde se acha os tais gogumelos)

Situação 3.
– Faz um esboço aí – disse uma colega nossa.
Eis que Renata, num acesso de raiva:
– Ai, sua burra, é esBOUçar!
(Imagine querido leitor. Um esbouço das plantações de gogumelos na Alemonha)

Ai ai. O que seria da minha vida sem a criatividade da Renata. Valeu Rê!

Reeditado 10/3/13

 

Pedro Turambar

Já fui de um tudo nesta vida, mas há uma coisa que nunca deixei de ser: escritor. Escrevo para viver e manter minha sanidade em um mundo tão louco. Sou uma mistura de palavras, lágrimas e reclamações.

You may also like

2 Comentários

  • Caio" Abbath
    20/05/2008 at 20:34

    Cara, é por isso que desde os primórdios nos damos bem, a questão das perguntas foram ótimas e o nosso humor.. haaaaaa o nosso humor continua sempre o mesmo, lindo e contagiante.

    Abraços irmão.

  • renata
    20/05/2008 at 17:59

    pedro americo!

    amei sua homenagem, mas o ”esbouço” nao corrigi ninguem, soltei sem querer pro tiago, ” só estamso esbouçando o trabalho” kkkkkkk

    bjs te adoro!

    PS: tudo que ali falo, é friamente calculado par trazer alegria a vcs! kkkkkkkkkkk

LEAVE A COMMENT

Quem?

Pedro Turambar

Pedro Turambar

Gosto de escrever, reclamar e não tenho controle sobre chorar. Escrevo há 10 anos sobre a loucura de viver em sociedade, futebol e falo bem e mal das coisas que leio, vejo e ouço.

Newsletter - ¡Desmotive-se!

Fanpage

Mais

Arquivos