Crônicas do Cotidiano // Contos do Ôns #7 – A Peidorreira

Geise era uma mulher simples. Desde cedo aprendeu que a vida não lhe daria nada, que se quisesse alguma coisa, sem depender de ninguém, devia acordar cedo, trabalhar duro e ficar calada. Nem ela, nem a mãe, que lhe ensinara sobre a vida e tudo “desse mundo cão,” conheciam outra forma. Numa sociedade machista, racista, elitista e arnaldo batista, como a que vivemos, ou você dança corforme o brega da vez, ou você dança.

A faxineira de nome errado — ‘Geise’ foi batizada assim porque o pai cismou que a mãe, mulher prática, não pariu a menina, fêz-la jorar! Igual “aqueles gêize”. — não tinha muita noção de humor. Dona Marta fez questão de ensinar pra ela o básico da vida, e que uma boa mulher trabalhava pra poder rir sozinha, e não ter que ficar dependendo de homenzarrão nenhum. “Homem só serve nesse mundo pra atazaná a vida de mulher. Deus que num sabe, mas esse trem de hômi não deu certo não.”

Um dia, indo pro trabalho, balançando de sono dentro do ônibus, Geize sentiu uma pinçada na barriga. Ou ela tava morrendo ou era “apêndis”. O medo era tão grande que ela se levantou abruptamente, passou pelo gordo — de olho em seu lugar — em pé ao lado da porta, e torçou para que o moço parasse e abrisse a porta. O ponto chegou, o freio gritou e as portas se abriram.

No momento em que os pés começaram a descer os degraus, Geize jorrou para dentro do ôns, o que é conhecido até hoje na capital mineira, como o peido mais poderoso já assoprado em terras brasileiras desde D. João VI após um balde de asas de galinhas. Naqueles instantes seculares, do ato de Geize descer os degraus até a calçada, toda a flatulência saíra, e completamente contida com o ato automático do fechar de portas do gigante azul.

As reações foram completamente opostas. As pessoas dentro do ônibus, sentiram uma genuína vontade de morrer. Geize se sentiu… livre! Pela primeira vez na vida ela se sentiu feliz de verdade. Primeiro pelo alívio inacreditável de entender que não estava morrendo. A vida era ruim, mas era vida. Segundo, pelo fato de se sentir o gosto da vingança contra o mundo. Ahhh, como era bom, jogar na cara daquele povo todo a realidade do mundo. Geize se sentia renovada, feliz, e disposta a um objetivo: se sentir, para o resto da vida, feliz.

peidorreira

Ela era dona do próprio nariz, não devia nada a ninguém, e peidava ao sair do ônibus, para mostrar que a vida não é nenhum danoninho não, mas pode ser boa. Ela se sentia ainda mais satisfeita quando tinha um gordo em pé. Rico ou pobre, branco ou preto, católico ou evangélico, hétero ou gay. O gordo é sempre o peidorreiro.

Geize passou a ter mais um objetivo na vida. Os dois que a mãe havia ensinado: não depender de ninguém, fazer o que quisesse com o que fosse dela. E, claro, sair peidando em cada ônibus que ela entrasse. Dinheiro nenhum compra essa felicidade.

Veja os outros Contos do Ôns aqui.

.


Vortex // Newsletter do Pepeco

O nome “Newsletter” parece coisa de velho, de gente chata ou de empresa que manda spam. EU SEI. Porém, uma news pode ser algo realmente legal. Principalmente quando se trada DA MINHA NEWS!!! Han?! Han?! Han?!

mailchimp newsletter

O tal do email marketing é uma das coisas mais desgraçadas que já inventaram. É um saco para quem faz e para quem recebe. Fazer uma news/email-mkt recortada, em html então… é um dos maiores terrores que eu já precisei passar. Até encontrar o MailChimp, the ultimate weapon in Newsletter industry a melhor coisa que já inventaram pro segmento até hoje. De longe.

No MailChimp você consegue criar — usando diversos templates –, configurar, enviar, e saber tudo que se passa com uma newsletter. Ele importa contatos do seu cliente de email, te dá a possibilidade de adicionar à mão e ainda te fala se sua lista de envio tá “ok” ou tá ~podre. Ok quer dizer que são emails ‘de verdade’ e que o que você está fazendo não se configura como puro, simples SPAM! (SPAM! SPAM! SPAM! SPAM! SPAM!) Se ele tiver podre, você pode ter que retirar alguns, ou usar algum serviço pago para validarem de fato sua lista.

Depois que você consegue enfim enviar a sua news, você começa a receber o relatório, com métricas, cliques, e uma porrada de informação bacana, ao estilo Google Analytics.

Caso você não saiba, eu enviei a minha primeira edição esse mês, com um pequeno texto original, e alguns textos que eu escrevi esse mês no blog. Além disso, mandei outros textos de outros lugares que eu escrevo. A minha ideia é criar um conteúdo original para a PPCO’s (lê-se ‘pepeco’) Newsletter, junto com links interessantes do melhor do blog no mês.

Se você não recebeu a primeira edição, NÃO TEMA! Ela pode ser vista aqui.

Se você não quer perder a Edição #2 – ESPECIALÍSSIMA, assine a news aqui na fanpage do Crepúsculo. (Aproveita pra curtir a página, tem sempre um post antigo novinho por lá).

É isso. Qualquer dúvida sobre como fazer a news… bem, veja os vídeos de tutorial do MailChimp. :D


Nerds Gonna Nerdar // Tudo que você sempre quis saber sobre Futebol Americano e ninguém nunca quis explicar

A temporada da NFLNational Football League (é bom já ir anotando) a liga de Futebol Americano – começou esse mês de agosto com os ~amistosos de pré-temporada, porém o pau começa a quebrar mesmo agora em setembro, mais precisamente dia 04/09 e já está mais do que na hora de você aprender um pouco sobre esse esporte que sim, é MUITO foda.

Aperte os cintos porque você irá aprender tudo o que sempre quis – ou não – saber sobre o futebol da bola oval. Seja para deixar de ser bobo e perder logo o preconceito, ou para deixar de bobeira e começar a assistir logo de uma vez – sem a desculpa de que não assiste “porque não entende”.

{Este marvilhoso guia foi escrito com a ajuda sempre providencial do amigo João Synnx, ainda na nossa época de Judão}

futebol americano

Antes de começar vamos entender algumas coisas: 

Antes de qualquer coisa, vamos exterminar AGORA o argumento de que o nome deveria ser HANDBALL (ou hand-egg) já que o esporte é jogado com as mãos e a bola se parece com um kibe. Primeiro motivo: Handball é outro esporte. Segundo motivo, o nome do esporte não é pelo fato dele ser ou não jogado com os pés, mas por conta do tamanho da bola utilizada, que é 1 foot, medida correspondente a 30.48cm.

Football

Na NFL, não existem clubes. Os times são franquias, são empresas com marcas que valem bilhões de dólares, e como toda empresa os times tem o grande objetivo de fazer dinheiro. E quem comanda tudo é a NFL (que é o campeonato mas também é a empresa que controla o esporte).

Se o nosso futebol é em ‘tempo real’, o futebol americano é ‘em turnos’. É como se um fosse um jogo RTS – Real Time Strategy e o outro fosse um TBS – Turn Base Strategy. Um é Warcraft o outro é Civilization. ;D Duvido que há metáfora mais nerd que essa.

Este é um guia for dummies. Estamos tentando simplificar ao MÁXIMO, e explicar da forma fácil do mundo (utilizando o mínimo de recursos de vídeos e imagens) o futebol da bola oval para alguém.

Lição Número 1 do Futebol Americano

Heroes, there is no such thing.

O Objetivo do Jogo

Da forma mais simplificada possível, no futebol americano, TUDO se resume a um objetivo e um só objetivo: Levar a ‘bola’ até o fim do campo. Sim. O jogo TODINHO se resume a um bando de caras levando um negócio que eles insistem em chamar de bola para o ‘outro lado’ do campo, mais precisamente no fim dele. CLARO, ÓBVIO, ULULANTE que existem milhaaaares de formas, maneiras e jeitinhos de se levar a tal bola até o lugar chamado endzone (que é basicamente o fim do campo, END-ZONE. Duh!)

Denver_Colorado_Invesco_Field_at_Mile_High

Tá vendo o fim do campo em ambos os lados com a logo do Denver Broncos? Pois é, aquilo são endzones.

Recapitulando: Levar a bola até o fim do campo do outro lado leva um time a vitória. Claro que eles não fazem isso aleatoriamente. Ao contrário do futebol que jogamos aqui e que a jogada se desenrola na hora, no Futebol Americano cada jogada é totalmente pensada antes mesmo de chegar nas mãos do Quarterback. Pra onde cada um daqueles caras vai correr já tá planejado e basta ao QB escolher o mais desmarcado e tentar fazer o passe corretamente. 

É como um jogo de xadrez, em que cada passo dado deve ser pensado previamente, observando o adversário e fazendo a melhor leitura possível de qual será o próximo passo dele, ofensivo ou defensivo, na tentativa de anula-lo.

Lição  Número 2

Atingindo o Objetivo

É aqui que toda a mágica acontece, que heróis e vilões são feitos, que os roteiros mais absurdos são escritos e é onde o esporte se faz tão fantástico. Assim como o nosso futebol (que o objetivo é colocar a bola dentro do gol) o COMO acontece é que te fascina.

wallpaper-1549599

No Futebol Americano cada momento de ação é bem definido, quando um time está com a posse de bola ele estará atacando. Portanto esse time que está com a bola está o que? SIM! Tentando levar a bola até a endzone do outro time. Ao mesmo tempo, estará em campo outro time que irá tentar fazer duas coisas: impedir que o time que está atacando chegue até a sua endzone e retomar a posse de bola. Esse time estará defendendo.

E é bom dizer, existe um ~time para cada etapa. Ou seja, existe um time de ataque, um de defesa e um chamado de ‘especialistas’. 33 titulares, uma vez que são 11 pra cada lado no campo – pelo menos uma coisa é igual, não? 

O time que estiver com a posse de bola, ou seja atacando, terá QUATRO CHANCES para avançar 10 JARDAS. Se você entender isso, você entendeu quase o jogo todo. Se o time que está com a bola NÃO conseguir avançar as tais jardas nestas chances estabelecidas ele terá que DEVOLVER a bola para o adversário. Fácil. 

wallpaper-2171180

É isso que está acontecendo 90% do jogo. Um time com a bola, tentando avançar de 10 em 10 jardas até a endzone do time adversário para marcar pontos e ganhar o jogo! É ISSO! O jogo é praticamente esse. Essas dez jardas ou mais, bem mais às vezes, podem ser atingidas pelo ar – com o jogador chamado quarterback lançando a bola – ou por meio de um maluco chamado running back que pega a bola e sai correndo feito louco. 

Imagine um campo de batalha, onde cada exército tem de ir avançando as trincheiras até a capital inimiga. É o mesmo princípio.

Mas que horas então o danado chuta a maldita bola?

Em quatro momentos distintos. 

No ínicio do jogo e no início do segundo tempo.

Quando um time consegue ultrapassar a endzone com a bola, ele acaba de marcar um TOUCHDOWN, que vale 6 pontos. Logo depois, o time tem chance ao extra point (vale mais um ponto) a bola é colocada na marca de 10 jardas e um jogador chamado kicker vai lá picar o pé na bola para colocá-la entre aquele aros gigantescos ou simplesmente o Y (ípsilon). Nessa hora, porém, o time que fez o Touchdown pode escolher fazer uma conversão de 2 pontos, que é obtida da mesma forma que um TD durante as jogadas normais.

Quando um time não consegue atingir as tais 10 jardas (é aquela linha amarela que aparece nas transmissões pela televisão), mas está relativamente perto da endzone ele pode optar por tentar um FIELD GOAL, que é basicamente a mesma coisa do extra point, só que beeeem mais longe na maioria das vezes, o cara vai lá, chuta e tenta fazer a bola passar dentro do ípsilon. Se for bem sucedido o FG vale 3 pontos. ;D 

wallpaper-1754596

Quando o time NÃO consegue as 10 jardas eles normalmente utilizam a quarta chance – chamada de quarta descida – para devolver a bola para o adversário, chutando a dita cuja o mais longe possível. Antes chutar pra longe que perder a posse de bola numa faixa do campo que seja favorável para o adversário. 

Lição Número 3

Assista aos Jogos

Esses conceitos são o básico do básico, é o mínimo para você conseguir entender um pouco do que acontece ali naquela confusão toda. Assistir regularmente aos jogos ajuda MUITO. As transmissões da nossa ESPN aqui são simplesmente geniais. A equipe de comentaristas e narradores são demais e sempre estão explicando os conceitos e o que está acontecendo no jogo de forma muito educativa. 

Escrevi um texto uma vez, falando sobre a emoção do futebol americano.

Além disso, toda vez que tem uma transmissão o Everaldo Marques – principal narrador do Futebol Americano nos Canais ESPN – sempre compartilha um link com uma apostila com as principais regras do esporte. 

wallpaper-1565060

Os jogos acontecem todo domingo – o dia inteiro, segunda à noite e às vezes quinta-feira. =)

Se você tá começando a se interessar agora pelo esporte e não tem paciência pra esperar as transmissões pela ESPN (ou não tem a ESPN ou Esporte Interativo pra acompanhar), você pode sempre procurar por links na internet. Os jogos normalmente são transmitidos em alguns sites. Além disso, é sempre legal você dar uma olhada nos jogos antigos, com grandes nomes do esporte como Dan Marino e Joe Montana, dois dos maiores quarterbacks da era mais recente do esporte, defendendo as franquias do Miami Dolphins e San Francisco 49ers, respectivamente.

De qualquer forma, pegue suas asinhas de frango, seus pacotes de Doritos, molhos apimentados e MUITA cerveja e divirta-se com um dos esportes mais emocionantes e sensacionais de todos. 

wallpaper-1549600


Sociedade Alternativa // Humans Need Not Aply

Pare absolutamente tudo que estiver fazendo e tire 15 minutos do seu precioso dia e assista a esse vídeo chamado “Humans Need Not Aply”. Basicamente é um panorama real, atual e um pouco assustador de como nós, trabalhadores, ou, mão-de-obra, estamos a alguns passos da extinção.

Logo logo, eu, você e mais esse tanto de gente que trabalha com a gente, irá se tornar obsoleto.

Eu não sei você, mas assim que surgirem cursos técnicos de como dar manutenção nessa ‘nova’ força trabalhadora, eu vou me aplicar na hora.

E agora? Só John Connor poderá nos defender.


Página 1 of 13312345...102030...última »